Dica de leitura – Empreendedorismo na Prática

Dica de leitura – Empreendedorismo na Prática
dezembro 01 04:11 2014 Print This Article

Este livro é uma espécie de manual da área. Ele apresenta experiências, dicas e sugestões para todos os empreendedores e tipos de empresa, por meio de relatos de profissionais brasileiros bem-sucedidos. E um dos fatores interessantes desta obra é quanto ao tipo ideal de empreendedor: não há um modelo correto, uma vez que existem variados perfis.

Empreendedorismo na prática©
Mitos e verdades do empreendedor de sucesso,
por  José Dornelas

jose dornelasAos que não se contentam com a mesmice, que inovam e são comprometidos com os seus sonhos.

Sumário

1. Quem é o Empreendedor
2. Tipos de Empreendedores
3. Mitos e Verdades do Empreendedor de Sucesso
4. Dicas Valiosas de Empreendedor para Empreendedor
5. A Decisão de Tornar-se Empreendedor

 

Prefácio

O homem, na sua presunção de conquistador da Terra, está monta do na consciência de que pode compreender todos os fenômenos físicos e os desígnios da Mãe Natureza. Todavia, a moderna ciência, dotada de instrumentos tecnológicos avançados, vem demonstrando todos os dias que isso não é verdade, insistindo por meios indiretos de que a raça humana deveria ser mais humilde, mais modesta, quando tenta qualquer interpretação mais generalizada. Do mesmo modo, focando os homens e mulheres deste mundo imenso também em cada dia compreendemos que a sociedade humana é extraordinariamente complexa, cabendo, do mesmo modo, respeito e cuidado, pensar muito e buscar entender que precisamos de atenção e cuidado para abordar qualquer comportamento ou aspiração desenvolvida pela vontade de um único ser humano.

Isto posto, podemos argüir e perguntar: Por que algumas nações, grupos sociais, instituições e empresas avançam e prosperam? E outras não? Respostas, sabemos, existem! Todavia, a constatação é a de que ainda não tem sido possível colocar tudo em simples fórmulas ou em mecanismos comuns, facilmente adaptados às diferentes condições operativas encontradas neste mundo diversificado, cada vez mais rápido.

O Professor José Dornelas, neste seu livro, procurou ir fundo, entrevistando muitos e pensando acentuadamente em como poderia generalizar métodos e processos para materializar uma das iniciativas, possivelmente a mais importante no sentido de gerar riquezas e oportunidades, o empreendimento. Sabendo que os esforços para empreender estão na raiz da resposta da pergunta “por que alguns prosperam e crescem” colocou seu esforço em consolidar algumas regras básicas e práticas que poderiam ajudar aqueles que, desejando correr riscos, tentam criar seu próprio espaço nos amplos espaços abertos pelas modernas sociedades implantadas nos países, desde o início da idade moderna.

Com o imenso progresso da tecnologia das comunicações o mundo parece hoje menor do que ontem. Sabemos o que está acontecendo no outro lado do globo de modo instantâneo e com informações completas como não se conseguia há alguns anos. Uma nova idéia aqui pode já ter sido posta em prática acolá, implementando algo que se consagrou chamar de “competitividade” e que se apresenta entre nós de forma intensa e direta. O tremendo impacto da competição pode ser medido e sentido como resultado da enorme dinâmica da troca das riquezas, entre nações e empresas.

Os resultados disso é que, neste mesmo momento em que estas frases estão sendo lidas, uns ficam mais ricos e ganham; outros, perdem. São muitos os estudos que geraram os conceitos de base para essas idéias e, muitos deles — consagrados intensamente pelos estudiosos —, concentram-se na identificação das chamadas “vantagens competitivas” que podem ser conseguidas e exercidas pelo setor produtivo, por pessoas ou países.

Aqueles que coletaram e puderam concentrar um maior número dessas vantagens, operando com eficiência e qualidade em nichos de oportunidade e de mercado identificados, chegaram a conquistar uma boa parcela de sonhados e perseguidos sucessos. No entanto, a maior vantagem competitiva de qualquer nação ou organização sem dúvida é o ser humano, educado com qualidade, preparado e motivado. De sua cabeça saem idéias de êxito ou caminhos que levam ao sucesso. Daí a importante necessidade da educação e do treinamento dos cidadãos e dos povos, em quantidade e em qualidade.

O poder avassalador do conhecimento tem sido decantado, de todos os modos e por todos. Surge, no entanto, a frustração de que, a despeito de tudo o que se procurou fazer ou materializar no setor do ensino, sempre tem sido insuficiente. Realmente, se isso efetivamente se constitui em um problema, sem dúvida, ao mesmo tempo, abre espaço para enormes oportunidades.

É exatamente nesse insumo fundamental para o progresso humano que se concentrou o Professor José Dornelas, quando decidiu produzir este livro. Ele não se limitou a produzir informações mas procurou, com carinho e dedicação, identificar métodos, processos, comportamentos das e para as pessoas, analisando e buscando passar à compreensão do leitor alternativas para a concepção e montagem de cenários, com base numa impressionante quantidade de experiências vividas.

Em cada página, foi colocado esforço para construir caminhos na direção do sucesso. Mais do que isso, fornecer argumentos para a “fabricação” de pessoas que, entendendo como outros conseguiram, pudessem criar empreendimentos duradouros e contributivos ao êxito de sua região e do próprio país. O nosso autor fez a si próprio uma proposta nada fácil! No entanto, conseguiu dar uma contribuição significativa. A prosperidade das nações mais ricas, e que concedem aos seus povos melhor qualidade de vida, conseguiram isso devido à indução e à preparação dos seus cidadãos para que fossem mais ricos, via discernimento e capacidade de empreender. Isto somente foi possível como conseqüência de significativos investimentos em educação, cultura e desenvolvimento científico e tecnológico.

O contínuo poder de criação e da geração de novos produtos e serviços, identificado nos países de êxitos social e econômico, mostra que, quando há um contexto para o trabalho em ambiente de liberdade e de estimulantes incentivos à inovação, os resultados são muito melhores do que aqueles encontrados em sociedades, como a nossa, ainda muito dependente de conhecimento externo e de intenso dirigismo governamental. Estudos realizados por diferentes pesquisadores mostram expressiva conexão entre a liberdade de criar e prosperar e o êxito econômico das nações.

Se tentarmos olhar para o futuro, embora considerada uma proposta difícil, não seria uma extrapolação visionária dizer-se que o mundo, mesmo com as dificuldades econômicas que parecem colocar pesado véu de fumaça ante os nossos olhos, está vivendo uma fase de prosperidade, claramente sem precedentes no passado. A humanidade conseguiu entrar em um período de geração de conhecimentos que poderá dobrar a cada década, ou menos, e que pode abrir perspectivas para trazer progresso para bilhões de pessoas em todo o planeta, desde que se alterem padrões básicos de comportamento e de caráter cultural.

A partir de anos recentes tem sido possível identificar transforma- ções realmente espetaculares e que já estão moldando o futuro. Nos países mais desenvolvidos novas tecnologias trouxeram grande aumento da produtividade e determinaram altos valores de crescimento absoluto. Tudo indica que a evolução do conhecimento humano vai continuar a dar dramáticas contribuições ao crescimento e ao progresso econômico de regiões extensas e de suas populações. Países, como o nosso, populoso e de grandes dimensões geográficas, não podem ficar à margem desse processo que pode ser considerado de mudanças realmente alucinantes. Muito ao contrário, temos as melhores condições de superar outras nações menos aquinhoadas.

Temos de confiar que podemos enfrentar o desafio e participar deste cenário estimulante e provocante. Dizem os chineses que o melhor momento para se buscar oportunidades é durante as crises. Assim, neste início de novo século, as nações mais desenvolvidas estão forjando trajetórias baseadas nos avanços da cultura, da ciência e da tecnologia, mostrando com clareza que o desenvolvimento vem da liberdade para empreender e do crescimento do cidadão. O papel reservado para o Estado deve ser o de estimular e garantir as condições operativas de uma sociedade eficiente e parceira dos criadores de riqueza. Em resumo, abertura, liberdade econômica, reestruturação, planejamento de longo prazo, respeito aos cidadãos e estímulos aos geradores da riqueza nacional, em qualquer dos seus segmentos, são com clareza a regra do jogo mundial.

As nações que adotaram as fórmulas da desregulamentação, da privatização, facilitação aos investimentos e corte do tamanho do Estado — atingindo por conseqüência a eliminação ou a redução dos déficits públicos — tiveram sucesso. Infelizmente, no nosso país ainda não fomos capazes de encontrar tal caminho. No entanto, sejamos otimistas e vamos trabalhar duramente, cada um contribuindo com sua parte — por menor que seja — para que possamos mudar este quadro e ver o Brasil prosperar e crescer.

O Professor José Dornelas, com seu imenso trabalho de pesquisas e de coletânea de experiências agora nos oferece muito. Posso, portanto, agradecer a honra que me concedeu de redigir este prefácio. Espero que, nas mãos daqueles que venham ter a oportunidade de lê- lo ele possa ser útil. Do mesmo modo, como o autor, desejo que o esforço aqui realizado de compilar experiências e conselhos dos bem sucedidos ajude você, leitor, mesmo que encontre eventuais lacunas — que certamente existirão. Espero também que utilize suas reflexões e que os pensamentos gerados o persuadam a prosseguir com seus empreendimentos, no objetivo de coletar maior concórdia, harmonia e competência, usando tudo isso como ferramentas e instrumentos para ligar milhões de homens e mulheres permanentemente à luta e ao trabalho para vencer.

OZIRES SILVA
Reitor da UNISA — Universidade de Santo Amaro, foi Ministro da Infra-estrutura, criador e presidente da Embraer (Empresa Brasileira de Aeronáutica), presidente da Petrobrás e presidente da Varig.


Todos os direitos reservados e protegidos pela Lei 9.610 de 19/02/98. Copidesque: Ivone Teixeira. Editoração Eletrônica: DTPhoenix. Editorial Revisão Gráfica: Elisabete Lins Muniz. Projeto Gráfico: Editora Campus/Elsevier. Escritório São Paulo Rua Quintana, 753 – 8º andar 04569-011 – Brooklin – São Paulo – SP | Telefone: (11) 5105-8555 | ISBN 13: 978-85-352-2761-1


 

 

.

Mais Sucesso
           

Importante: Para informações sobre como participar do Programa Mais Sucesso, disponibilidade de agenda, logistica, custo operacional, faça contato com um de nossos representantes, ou envie um email para: comercial@maissucesso.com.br

 

Review Summary

5 out of 5
Mais Sucesso
5 out of 5
Empreendedorismo
5 out of 5
Marketing
5 out of 5
Network
5 out of 5
Ética, Confiança e Capacitação
5 Excellent 5 out of 5
view more articles

About Article Author

Fernando
Fernando

Consultor e empresário Fernando Francisco , que atua na área de comunicação e de tecnologia de informação. Formado em TI, se especializou em administração e na implantação de soluções e de sistemas de gerenciamento e controle de produtividade . Atua a vinte anos como consultor de empresas e palestrante, dedicando atualmente os seus temas na área de orientação administrativa para pequenas empresas e a iniciativas empreendedoras .

View More Articles
write a comment

1 Comment

  1. Blog do Guilherme
    julho 14, 23:56 #1 Blog do Guilherme

    Olá pessoal,

    no Blog do Guilherme você encontra várias dicas de livros para empreendedores!

    http://blog.guilhermevolf.com.br

    Curta nossa Fanpage – https://facebook.com/BlogDoGuilherme

    Reply to this comment

Add a Comment

Your data will be safe! Your e-mail address will not be published. Also other data will not be shared with third person.
All fields are required.