PROFISSÃO: CALÍGRAFO.

PROFISSÃO: CALÍGRAFO.
novembro 22 08:39 2013 Print This Article

noticiaaNOSTALGIA É TRUNFO PARA ESCOLA DE CALIGRAFIA SOBREVIVER EM PLENA ERA DIGITAL.

Espaço cobra R$ 200 pela mensalidade e conta com cerca de mil alunos ativos mesmo em plena era digital.

Do lado de fora, a Escola de Caligrafia De Franco parece um espaço enigmático. O local chama a atenção de quem passa pela Avenida Rebouças, em São Paulo, por abrigar um negócio – em plena era digital – onde tudo remete ao universo da educação de três, quatro décadas atrás.

A nostalgia, aliás, é o trunfo de Antônio De Franco, que administra um dos últimos espaços dedicados ao ensino da caligrafia no Brasil. Vestido durante a semana com um simbólico guarda-pó branco, o empreendedor avalia que tradição é “o espírito da coisa” e até franze a testa quando levado a encarar o espaço como negócio.

:: Facebook ::

“Isso aqui é uma escola de 97 anos. E chegamos até aqui porque fazemos exatamente a mesma coisa desde sempre”, afirma o homem, que é o terceiro em tudo na família: o terceiro Antônio (ele tem o mesmo nome do pai e do avô), o terceiro advogado (como os antepassados, todos formados pela Faculdade São Francisco) e a terceira geração no comando da empresa.

“Meu avô compilou os conhecimentos da família, patenteou o método e assim estamos até hoje, com o meu filho, o quarto Antônio, que também é advogado, assumindo a escola e ensinando da mesma maneira.”

Atrás de uma mesa sem computador e abarrotada de pastas de papelão, que guardam o histórico dos mil alunos ativos da instituição, ele tenta explicar o segredo da empresa, que se mantém cobrando mensalidades de R$ 200 por aulas presenciais e por correspondência, que representam 60% do movimento. “A gente faz isso aqui com amor e muito respeito. A escola é minha vida”, afirma.

Basicamente, a estratégia de Antônio De Franco é pegar nas mãos do estudante e o fazer recomeçar do zero o processo mecânico de produção de letras: do ‘a-b-c-d’ ao pingo no ‘i’.

“Cerca de 90% dos nossos alunos querem apenas melhorar a estética da escrita. Os demais serão calígrafos profissionais. Mas tanto faz o objetivo. Começamos sempre com lições de hastes e elipses. Depois, formamos as vogais, as consoantes, frases, maiúsculas, minúsculas e números”, ensina o professor. “E qualquer pessoa consegue ter letra bonita em dois meses”, garante.

Planejamento
Questionado sobre o futuro virtual iminente e a consequente queda no interesse das pessoas pela caligrafia elaborada, por exemplo, nos convites de casamento, Franco dá de ombros. Para ele, o computador é aliado, não rival. “As pessoas se esqueceram como se escreve com o (uso do) computador. Na hora que precisam, como em um concurso público, lembram de nós, que estamos no mesmo lugar”, afirma.

Um acerto
A Escola De Franco é prova cabal de que toda a regra tem exceção. Antônio manteve o negócio nos trilhos sem mudar nada do que era feito pelos seus antecessores – exatamente o contrário daquilo que pensam os especialistas em empresas familiares, que recomendam um choque de gestão quando o comando da empresa troca de mãos.

Um erro
A estratégia ‘time que está ganhando não se mexe’, embora eficiente para a escola, pode não ser duradoura – principalmente por causa do avanço digital decorrente da popularização da internet. Dessa forma, apostar na demanda atual, baseada em exames vestibulares e também em concursos públicos, pode comprometer a sobrevivência da empresa no futuro.

Uma dica
Apostar na tradição e divulgá-la para o público como principal diferencial do empreendimento é fundamental para amealhar novos alunos para o curso de caligrafia. A estratégia é seguida diariamente por Antônio, atual administrador do negócio. Ele não deixa computadores à vista no prédio e faz questão de usar um tradicional guarda-pó de professor.

fonte: estadão/pme

 

 

view more articles

About Article Author

Fernando
Fernando

Consultor e empresário Fernando Francisco , que atua na área de comunicação e de tecnologia de informação. Formado em TI, se especializou em administração e na implantação de soluções e de sistemas de gerenciamento e controle de produtividade . Atua a vinte anos como consultor de empresas e palestrante, dedicando atualmente os seus temas na área de orientação administrativa para pequenas empresas e a iniciativas empreendedoras .

View More Articles
write a comment

1 Comment

  1. MARCOS MORAES
    novembro 24, 14:04 #1 MARCOS MORAES

    ESSE É UM SONHO QUE VENDO ESSA BONITA E RICA MATÉRIA DEUS VAI REALIZAR EM MINHA VIDA E CREIO,NÃO VAI DEMORAR MUITO!

    Reply to this comment

Add a Comment

Your data will be safe! Your e-mail address will not be published. Also other data will not be shared with third person.
All fields are required.